Aquilo que eles não querem que você saiba

Photo by Mika Baumeister on Unsplash

 

As publicações com este tipo de títulos tiram-me do sério.

Talvez numa ânsia desenfreada de obter visualizações, ou com a subida exponencial de teorias conspiratórias e crenças absurdas, cada vez há mais disto.

Enerva-me.

"Eles" quem?! Ou do mesmo género, quando escrevem que um grupo de pessoas ou uma empresa não quer que nós saibamos de determinada coisa (ao fim e ao cabo, vai dar no mesmo do "eles"), ridículo.

Recentemente apanhei dois vídeos seguidos no tiktok com dicas (e até eram dicas úteis), um deles era uma dica de uma configuração do Microsoft Windows e o outro tinha uma dica para o MIUI (um interface para o Android da Xiaomi).

Os títulos dos vídeos já estão a ver, certo?

Uma dica que a Microsoft não quer que você saiba e outra dica que a Xiaomi não quer que você saiba.

Mas acham mesmo que as empresas desenvolvem software, disponibilizam essas opções nas configurações e depois ficam a fazer figas que as pessoas não saibam daquilo?

A preguiça mental, a falta de tino para confirmar fontes, o facto de se comer com tudo assumindo que é verdade, ou igualmente grave, o desconfiar de toda e qualquer informação caindo em teorias da conspiração cada vez mais frequentes, estão a transformar a malta numa espécie de nova idade média, mas desta vez uma Idade média digital.

Não me interpretem mal, quero muito continuar a rir-me com as teorias terraplanistas, ou dos riscos no céu que nada mais são do que químicos largados pelos aviões para "eles" nos fazerem mal à saúde, o armagedão do 5G e até com os anti-vacinas, mas de uma forma controlada, tipo arranjem um novo jornal do incrível, desta vez online e nós só vemos quando vamos lá, como se fossemos ao cinema, sim?




Textos avulso
11.8.22
0

Procurar no Cliques & Letras

Escreva-me

Comentários

Blogs Portugal