Photo by Markus Spiske on Unsplash

Todos nós nascemos no planeta Terra, e consequentemente deveríamos ser considerados iguais aos outros 7 mil milhões de habitantes que vivem neste pequeno calhau azul.

Como nasci num determinado ponto do planeta, sou Português, mas podia ser Espanhol se tivesse nascido uns quilómetros ao lado, ou Angolano, Japonês, Australiano, Brasileiro, etc.

Percebo a necessidade administrativa de estarmos divididos por territórios com gestão autónoma e tal, mas já não percebo a necessidade que alguns territórios se sub-dividirem em "classes".

Por exemplo: uma pessoa que nasceu nos Estados Unidos da América, em princípio poderia ser "catalogado" como Americano, mas na verdade pode ser American, Afro-American, Asian American, Japanese American, Hispanic American, Latin American, Arab American, etc.

Tudo isso baseado no aspecto físico, juntamente com origem territorial de um, ou vários dos seus antepassados.

Pequenas idiotices que contribuem em muito para perigosos conceitos de intolerância, racismo, e para a mania de que sou melhor do que o vizinho da frente.

Exemplos a não seguir por favor.